Beneficios Spirulina

Bruno G. Costa

Saiba mais em CLIQUE AQUI
Sou mineiro "Uai", psicólogo de formação e estudioso ...
Bruno G. Costa

Últimos posts por Bruno G. Costa (exibir todos)

A Spirulina é um item do qual muito se fala no mundo, por conta da enorme quantidades de benefícios que ela possui. Neste texto você vai saber o que é, quais são os benefícios, as contraindicações e malefícios e as interações medicamentosas.

O que é a Spirulina?

A Spirulina — ou “Espirulina” — é um item retirado de alguns tipos de algas, um superalimento que fornece uma grande quantidade de proteínas, vitaminas, minerais e nutrientes.

Essas algas eram usadas desde séculos atrás, e atualmente ela é usada, seja por algas em si ou cápsulas, como um poderoso suplemento alimentar.

A Spirulina é um item que é recomendado pela ONU e pela OMS, dois órgãos muito importantes.

Essas microalgas podem ser consideradas a comida do futuro, ou seja, a comida que será consumida em maior escala daqui para a frente.

Para você ter uma ideia, atletas olímpicos consumem a Spirulina, e ela também foi usada pela NASA para complementar a alimentação dos astronautas em suas missões espaciais.

Gorduras saturadas

A Spirulina é pobre em gorduras saturadas, o que significa que é mais interessante do que os benefícios que a carne e os laticínios trazem. Sem contar que a Spirulina é baixa em calorias e contém uma série de ácidos graxos essenciais, os quais não podem ser encontrados nos ovos, laticínios e carnes.

Vitamina B-12

A Spirulina contém uma enorme quantidade de vitamina B-12. Essa vitamina tem funções primordiais na saúde dos nossos nervos e tecidos, especialmente se você é vegetariano.

Anemia

Por conta da grande quantidade de vitaminas e minerais, a Spirulina é um alimento que combate a desmineralização, a anemia e a exaustão.

Se você se sente fraco e sem forças por conta de uma questão física, consumir Spirulina é essencial. Além disso, a Spirulina serve como um desintoxicador do organismo, deixando-o saudável novamente.

Ferro

Quando falamos da Spirulina, estamos falando em um item que é bastante rico em ferro.

Além disso, o tipo de ferro presente é mais fácil de ser absorvido pelo corpo, o que o torna um item duplamente bom nesse sentido.

Se você sofre de anemia ferropriva, só tem a ganhar com o consumo da Spirulina, que de quebra vai fortalecer o seu sistema imunológico.

Bom para os órgãos

A Spirulina tem ainda mais benefícios. Trata-se de um regenerador da flora intestinal e um ótimo desintoxicador celular. Além disso, é bom para proteger a saúde de órgãos como os rins e o fígado.

Antienvelhecimento

Atualmente, há muitas pessoas que fazem o possível para não envelhecer, para parecer sempre mais jovem.

Abusam de cirurgias plásticas, quando a prevenção do envelhecimento pode ser feita de uma forma mais fácil e mais barata. Com o consumo da Spirulina, você recebe os benefícios de antienvelhecimento desse item.

Em sua composição, se encontra itens responsáveis pela saúde dos nossos olhos, garantindo que mantenhamos uma boa visão.

Contraindicações e efeitos colaterais

Os efeitos colaterais são os efeitos sentidos após o consumo da Spirulina, enquanto as contraindicações são as situações em que você não deve consumir esse alimento de forma alguma.

Alguns sites dizem que, pelo fato de a Spirulina ser um alimento e não um medicamento, não há contraindicações graves.

Entretanto, um desses sites ressalta os possíveis efeitos colaterais que podem ser sentidos com o consumo desse alimento.

Se você consome a Spirulina, pode ter, como efeitos colaterais, sede e prisão de ventre, febre, ligeira tontura, dor de estômago e comichão leve ou erupção cutânea.

Alguns desses efeitos podem ser sentidos com maior intensidade quando você consome mais do que a quantidade indicada.

É importante dizer que a dose de Spirulina recomendada é de 3 a 4 gramas distribuídos entre as refeições principais. Você pode consumir o produto em comprimido ou em pó.

Tenho hipotireoidismo ou hipertireoidismo

Esse caso é um pouco mais complicado, porque no início do consumo da Spirulina é preciso consultar um médico, caso você sofra desses problemas de saúde.

Acontece que a Spirulina contém uma pequena quantidade de iodo, que, mesmo pequena, pode influenciar a glândula tireoide.

Se você sofre de hipotireoidismo, é recomendado que consuma uma pequena quantidade de Spirulina e vá aumentando semana a semana. Se sofre de hipertireoidismo, é melhor não consumir.

Grávidas podem consumir a Spirulina?

Essa é outra questão complicada. Grávidas e crianças pequenas só podem consumir a Spirulina depois da aprovação de um profissional da saúde, especialmente se for um médico que cuida da saúde dessas pessoas há algum tempo.

Tenho insuficiência renal. Posso consumir?

Essa é mais uma questão complicada. Você pode consumir dependendo do caso, e quem analisa isso é o seu médico.

Isso vale para quem sofre de insuficiência renal ou outros problemas renais.

Lembre-se de não consumir caso o médico não aprove o uso. Se você consumir, terá de comer menos proteína, para os rins não ficarem sobrecarregados.

Quais são os perigos para a saúde com a Spirulina?

É importante que você ingira os suplementos de Spirulina de uma fonte confiável, ou seja, não é legal confiar em qualquer fornecedor para comprar Spirulina.

Alguns tipos vendidos podem fazer mal, pois têm contaminação, o que é um perigo para a nossa saúde.

Procure conversar com pessoas que compraram o produto e o recomendam, não sentiram nada durante o uso. Dessa forma, você consegue se proteger contra efeitos adversos de espirulinas que não são recomendadas.

Uma coisa importante para saber

Uma coisa interessante para se saber sobre a Spirulina é que ela existe em diversos tipos. Existem mais de 1.500 espécies de Spirulina, para você ter uma ideia, mas não são todas que são seguras para comer.

Algumas podem trazer problemas como hepatite e gastroenterite.

Esses efeitos são sentidos quando você consome Spirulina contaminada com microcistina, que é um item muito, muito tóxico e que pode causar esses e outros problemas.

Os problemas mais graves que podem ser causados são insuficiência renal,, danos no fígado, convulsões, paradas respiratórias e cardiomiopatia. Esses efeitos negativos podem prejudicar humanos e animais.

Fique também alerta para as reações alérgicas que você pode sentir ao consumir a Spirulina.

Caso sinta qualquer coisa desse tipo ou problemas de outras áreas, é ideal que você vá ao pronto-socorro para receber um pronto-atendimento, pois essas coisas são perigosas para a saúde e precisam de atendimento urgente.

Quais são os componentes da Spirulina?

A Spirulina é composta de 50 a 70 por cento de proteína. Está cheia de aminoácidos essenciais, vitamina A e E, ácido fólico, niacina, tiamina e colina, além de potássio, zinco, magnésio e cobre. Outras coisas que a Spirulina possui são a clorofila, hidratos de carbono e polissacarídeos.

As algas azuis-verde são ainda mais especiais, pois possuem ácidos graxos ômega-3 e ômega-6 que são ótimos para o coração.

Interação medicamentosa

A Spirulina pode interagir com alguns medicamentos, como os que suprimem o sistema imunológico — adalimumab, ciclosporina, metotrexato e etanercepte, dentre outros. Por isso, se você usa algum desses medicamentos ou algum medicamento do tipo, deve conversar com seu médico antes de consumir a Spirulina.

[mc4wp_form id=”5531″]