Extraído de uma planta altamente tóxica, o chá de tanaceto é raramente usado pelos herbalistas modernos.

O tanaceto é o nome comum para as espécies de plantas conhecidas como Tanacetum vulgare L. Ele tem uma longa história de uso como erva medicinal, pesticida, flor ornamental e conservante.

No entanto, a planta também é tóxica para os seres humanos e para o gado e, como resultado, tem sido amplamente excluída dos modernos guias herbais e medicinais, como dito anteriormente.

Usos terapêuticos, benefícios e alegações do chá de tanaceto

Os registros históricos indicam que o chá de tanaceto já era usado como uma lavagem facial natural para clarear a pele.

Historicamente, o uso medicinal mais comum do tanaceto era abortivo. Estimula naturalmente o fluxo sanguíneo para a pélvis e o útero (emenagogo), tendo seu uso também para provocar a menstruação antecipada.

O chá de tanaceto é um remédio herbal para o tratamento de vermes, pois contém os ingredientes ativos tujona, cânfora e mirtenol, que são tóxicos para parasitas internos.

No passado, a erva era freqüentemente usada para tratar vermes em crianças e também era acrescentada aos caixões para retardar a deterioração do falecido ao repelir vermes.

Hoje, é mais comumente usado como repelente natural de insetos e planta companheira em hortas. No entanto, a natureza repelente da erva é reconhecida há muito tempo.

O chá de tanaceto tem sido usado externamente como um remédio herbal para piolhos, pulgas e sarna.

Ele contém o composto partenolide, que contribui significativamente na prevenção de enxaquecas.

Quando aplicada como um cataplasma, a erva é um tratamento natural para infecções da pele e pode ser usada para aliviar entorses e reduzir o inchaço.

Outros usos medicinais do tanaceto incluem o tratamento de cólica, gota e peste.

Dosagem e administração

O tanaceto contém um ingrediente ativo tujona que pode ser tóxico na dosagem errada. A porcentagem contida de tujona é imprevisível, pois varia muito entre as plantas.

Essa variabilidade parece estar relacionada a fatores genéticos e não ambientais o que torna muito difícil determinar a dosagem. Cada planta precisaria ser testada para determinar as concentrações.

Receita de chá de tanaceto

Uma infusão de chá de tanaceto pode ser preparada derramando uma xícara de água fervente sobre 1 colher de sopa de tanaceto seco.

Deixe em infusão por 10 a 15 minutos e beba duas vezes ao dia. O chá é forte e amargo no paladar.

Outra receita simples desse chá pode ser feita para uso diário.

Ingredientes:

  • 20 gramas da estrutura aérea de tanaceto.
  • 700 ml de água.

Modo de preparo:

Ferver a água. Após a retirada do fogo, acrescentar a planta, tampar e deixar descansar por aproximadamente 15 minutos. Tomar o chá de tanaceto por 3 vezes durante o dia, sendo a dosagem de 1 xícara.

Efeitos colaterais e possíveis interações do tanaceto

O tanaceto só deve ser usado nas mãos de um especialista, pois uma dosagem incorreta pode ser altamente tóxica. É possível causar alucinações, espasmos, convulsões e até a morte. Na maioria dos casos, remédios fitoterápicos alternativos existem.

Devido às suas propriedades em emenagogas, não deve ser tomado durante a gravidez, pois pode levar ao aborto espontâneo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *