Os chás antioxidantes a seguir são chás que combatem os radicais livres. Os radicais livres em grande quantidade em nosso organismo podem ser prejudiciais à nossa saúde, pois eles atacam as células “sadias”. Eles aparecem em nosso organismo naturalmente devido às interações metabólicas da seguinte forma: durante o processo metabólico das células para transformar os nutrientes que adquirimos da nossa alimentação em energia, as moléculas de radicais livres são formadas.

Entretanto, fatores externos como, poluição, cigarro, álcool, consumo excessivo de alimentos gordurosos, entre outros, também são agentes que aumentam a quantidade de radicais livres em nosso corpo.

Combater então esses radicais é importante, pois em excesso eles podem acarretar problemas como:

  • enfraquecimento do sistema imunológico;
  • envelhecimento precoce;
  • favorece o desenvolvimento do câncer, cataratas, problemas cardiovasculares, diabetes, etc.

O nosso organismo consegue combater esses radicais através de certas enzimas, porém em excesso é necessária ajuda externa como o consumo de alimentos e bebidas antioxidantes. Alimentos antioxidantes são moléculas positivas que ao se ligarem com os radicais livres que tem carga negativa consegue torná-los inofensivos ao nosso organismo.

A seguir temos os chás de gengibre, alecrim do campo, chá das folhas de chuchu, chá de erva cidreira, chá de sete sangrias, chá de incenso e chá de cardo mariano que são todos excelentes chás antioxidantes.

Chá de gengibre

Como antioxidante, além de outros benefícios, o chá de Gengibre é um excelente chá para com bater os radicais livres.

Na Bulgária foi verificado que os extratos de gengibre têm uma ação importante em inibir os radicais livres e ainda é quelante de ferro. Ele demonstrou a capacidade de quelar metais no organismo, como o ferro.

Para cuidar da saúde, o chá de gengibre é uma ótima opção.

veja também = saiba mais sobre o chá de gengibre

Chá de alecrim do campo

O Alecrim do Campo é uma planta típica do Brasil e nasce em muitos lugares, como campo e pastagens. É também muito utilizada medicinalmente pelas comunidades tradicionais.

Há duas espécies do Alecrim do Campo: a Baccharis dracuntifolia e Baccharis unicella, ambas são encontradas no Brasil e são usadas medicinalmente. Ela é conhecida popularmente como Vassourinha ou Vassourinha do campo.

O chá de Alecrim do campo tem função antioxidante protegendo nossas células e ainda previne contra o câncer, portanto, ele diminui as chances de desenvolvermos o câncer e outras enfermidades.

Saiba mais = chá de alecrim e problemas digestivos

Chá das folhas de chuchu

O nome científico do chuchu é Sechium edule, ela é nativa das Américas, assim é possível encontrar facilmente chuchu aqui em nosso país, o Brasil.

No combate aos radicais livres o chuchu tem excelente ação. As suas folhas secas e a sua semente, tem a maior quantidade de princípios antioxidantes, ou seja, combate os radicais livres em nosso organismo.

Portanto, o chá das folhas de chuchu é um excelente chá oxidante.

Chá de erva cidreira

A erva cidreira é muito popular e tem um aroma e chá apreciado por muitas pessoas. O nome científico da erva cidreira é Melissa officinalis.

O chá de erva cidreira tem destaque como ação antioxidante, ela protege as células contra a oxidação, e dessa forma protege contra o envelhecimento, protege contra o câncer. Assim, o chá tem ação protetora do nosso DNA e das nossas células.

saiba mais = erva cidreira e a dor de cabeça

Chá de sete sangrias

O nome científico da Sete Sangrias é Cuphea carthagenensis, ela é muito utilizada na Europa desde a Idade Média.

Numa pesquisa foi demonstrado que essa planta tem uma potente atividade antioxidante, e inclusive benéfica para o coração. Dessa forma, o consumo do chá das sete sangrias é mais uma boa opção para aqueles que buscam chás antioxidantes.

veja também = Saiba mais sobre o chá de sete sangrias

Chá de incenso

O nome científico do incenso é Tetradenia riparia, ela é típica da África do Sul. É também muito utilizada medicinalmente pelas populações tradicionais. Infelizmente, no Brasil ela é pouco utilizada medicinalmente.

Popularmente ela é chamada de Falsa Mirra, Pluma de névoa, e o nome africano dela é Ibosa.

Na África do Sul essa planta foi testada e demontrou uma excelente capacidade em combater os radicais livres, assim, o chá de Incenso é também antioxidante.

OBS.: Mulheres grávidas não devem fazer uso desse chá, pois não estudos conclusivos sobre a toxidade dessa planta, dessa forma, não se sabe se ela é abortiva.

Modo de preparo dos chás

Os chás acima podem ser feitos por infusão.

  1. Leve ao fogo 1 xícara de chá de água e quando levantar fervura, deligue o fogo;
  2. Acrescente 1 colher das folhas picadas.
  3. Tampe e aguarde 10 minutos.
  4. Feito isso o chá poderá ser servido.
  5. Tome até 3 vezes ao dia o chá escolhido.

Precauções

Antes de consumir qualquer um dos chás, é recomendado orientação médica pelas mulheres grávidas, lactantes e crianças.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *