Chá de melissa: Benefícios e contraindicações

Bruno G. Costa

Bruno G. Costa

Saiba mais em CLIQUE AQUI
Sou mineiro "Uai", psicólogo de formação e estudioso ...
Bruno G. Costa

Últimos posts por Bruno G. Costa (exibir todos)

A melissa é uma dessas plantas muito conhecidas e que tem uma série de nomes como melissa, melisa, bálsamo de limão, capim-limão e erva-cidreira.

Para que você entenda melhor da notoriedade dessa planta todos esses nomes são bastante usados e, uma vez que você ouvi-los, é bem provável que a pessoa esteja falando da melissa.

Este artigo é um texto completo para que você encontre tudo o que você precisa saber sobre o chá de melissa.

Quais os benefícios do chá de melissa

folha de melissa

Relaxamento

É uma planta muito conhecida, mas ainda têm grupos de pessoas que nunca ouviram falar e/ou não sabem dos poderes curativos dela. O chá de melissa é, portanto, uma bebida muito indicada para pessoas que precisam relaxar, seja por causa do estresse ou por algum outro fator que gera essa condição, e por pessoas que não têm um sono muito regulado e sofrem por conta disso.
A melissa é uma planta que ajuda a acalmar os nervos e eliminar os vestígios de estresse e ansiedade que são tão prejudiciais para o corpo e para a mente da pessoa. O estresse e a ansiedade também afetam o corpo do indivíduo, colocando-o frente a frente com doenças que são causadas por esses males. Se você tomar o chá de melissa terá os músculos relaxados e se sentirá mais calmo para continuar o dia ou começar um outro.

Insônia

A calma que é proporcionada ajuda inclusive a tratar problemas de sono como a insônia, pois é uma planta que possui ação narcótica que induz a pessoa a dormir. E não é simplesmente dormir, o chá de melissa é indicado para tratar esse problema porque o sono proporcionado é daqueles em que você se sente muito bem e preparado para começar o dia quando acordar. Ou seja, é um sono satisfatório que supre as necessidades de restauração do corpo e da mente.

Se você toma algum remédio para dormir, é recomendado que converse com seu médico antes de ingerir o chá de melissa, pois, dependendo da medicação a melissa terá de ser dosada de outra forma ou até mesmo excluída do seu consumo.

Transpiração

Esse chá também promove a transpiração o que é muito útil para quem está sofrendo de febre ou gripe, pois reduz os sintomas e diminui a temperatura do corpo.

Problemas digestivos

Outra indicação do chá de melissa é para quem tem algum problema digestivo, pois alivia a indigestão que acontece quando você come demais. Ainda tratando dos benefícios digestivos, o chá de melissa reduz a tontura, a náusea e a sensação de peso, porque deixa o estômago sedado.

Dores musculares

O chá de melissa tem propriedades antiespasmódicas que agem tanto dentro quanto fora do corpo. Isso quer dizer que é eficaz no tratamento das dores musculares e propicia um alívio na rigidez e as cãibras que são decorrentes de exercícios intensos. Para isso, você pode beber o chá de melissa, mas também pode fazer um banho de banheira com ele, para que o alívio seja de fora para dentro.

Feridas

E se você sofre de alguma ferida no corpo de tamanho pequeno ou foi picado por um inseto pode se beneficiar ao aplicar o chá de melissa nas feridas. Entretanto, deve-se tomar cuidado para que a bebida não entre na circulação sanguínea.

E as contraindicações e restrições?

As contraindicações e restrições estão presentes em quase ou em toda planta, não é porque o produto é natural que não pode trazer malefícios para quem o consome. É por isso que, sempre que você for tomar qualquer remédio natural, deve saber de onde esse remédio vem e quais são as contraindicações dele.

No caso do chá de melissa você precisa saber que, como dito anteriormente, essa bebida pode interagir com os remédios para dormir e por isso deve-se falar antes com o médico que te passa esse remédio para saber que tipo de tratamento é mais benéfico para você e se é possível conciliar os dois.

Mulheres grávidas ou que amamentam precisam controlar a ingestão de chá de melissa, conforme for o caso delas. Em alguns casos, o melhor é não tomar o chá de melissa, mas isso depende da situação, então o ideal é falar com seu médico. Dosar o chá por conta própria não é indicado.

Como fazer o chá de melissa

Assim como a maioria dos chás é muito simples fazer o chá de melissa, vamos ensinar a receita com a planta desidratada que é bem simples e fácil de ser encontrada.
Ingredientes

  • 200 ml de água
  • 1 colher de chá erva melissa

Modo de preparo

  1. Procure evitar recipiente de alumínio, eles podem influenciar no resultado final. Use se possível material feito de vidro
  2. Coloque a água no fogo e espere levantar a primeiras bolinhas
  3. Desligue o fogo e jogue a erva na água ou coloque a erva em uma xícara e despeje a água
  4. Abafe e deixa lá por aproximadamente 10 minutos
  5. Caso queira pode adoçar

Conclusão

O chá de melissa é realmente uma planta muito interessante para quem sofre de problemas digestivos ou de sono, além de ser útil no tratamento de outras enfermidades como febre e gripe, entretanto, para uma melhor qualidade de vida é necessário ingeri-la de maneira correta, isto é, seguindo as orientações de um médico que conhece o seu caso, para o caso de você pertencer a uma categoria para a qual é contraindicado ou limitado o uso de chá de melissa. Bem, isso é tudo o que você precisa saber sobre o chá de melissa.